“Serei forcado até morrer”

José Luís Gomes confessa alguns dos pontos altos da sua carreira como cabo dos Amadores de Lisboa. Passar o legado ao seu filho Pedro, foi um deles. 

Na segunda parte da rubrica “…no meu tempo é que era!”, José Luís Gomes, revela alguns dos pontos altos da sua carreira como cabo dos Forcados Amadores de Lisboa. “Foi o Nuno ter-me passado o legado do grupo de Lisboa e, também, o ter passado o grupo ao meu filho Pedro, que bem o mereceu”, revela o ex-cabo.

O agora empresário confessa que: “Deixei de ser forcado no activo, mas serei forcado até morrer. Porque sinto o forcado seja de que grupo for, porque um miúdo meter-se à frente de toiro… tenho que ter muito respeito por esse miúdo”, confessa José Luís.

Não perca uma entrevista emotiva, onde o ex-cabo confessa alguns pormenores da sua vida e também algumas superstições que tem.

https://www.facebook.com/Tauronews2017/videos/2276334742628535/

Artigos Similares

Destaques