“Há que ter respeito pelo toiro e pelo público”

Assista à primeira parte da entrevista de Jorge Faria, ex-cabo dos Forcados Amadores de Vila Franca, na rubrica “…no meu tempo é que era!”. 

O ex-cabo dos Forcados Amadores de Vila Franca, Jorge Faria, é o convidado da rubrica “…no meu tempo é que era!”. Na primeira parte da entrevista, o ex-forcado relembra como foi a sua liderança que decorreu de 1992 a 1999. “Na minha altura existia mais respeito pelo toiro e pelo público, os forcados não desistiam, queriam pegar os toiros e não tornavam as coisas fáceis e tentavam contornar os obstáculos. Não levavam isto com a leviandade com que hoje em dia se leva”, revela Jorge Faria.

Na opinião do ex-cabo a “proliferação de grupos é positiva, desde que as coisas sejam feitas como deve ser. Não me importo que surjam grupos, tenho pena é que não haja toiros. Os grupos que surjam quando tem alguma dificuldade deitem a toalha ao chão e que estejam a olhar para aquilo a ver se o tempo passa para o toiro ir para dentro”, avança. E acrescenta: “Todos são bem vindos desde que seja com seriedade, mas há que ter respeito pelo toiro e pelo público, porque o público não pode ser defraudado, porque senão as pessoas vão-se desmotivando de ir aos toiros”.

 

https://www.facebook.com/Tauronews2017/videos/255135688754545/

 

Artigos Similares

Destaques