Eduardo Oliveira a caminho do México

Eduardo Oliveira, matador de toiros, quer terminar a sua carreira no Campo Pequeno, em Lisboa. Antes disso, está a caminho do México, 20 anos depois, para realizar três corridas

O matador de toiros, Eduardo Oliveira, escolheu o ano de 2019 para terminar a sua carreira e retirar-se definitivamente das arenas. Depois de ter estado ausente, o matador voltou o ano passado, mas por pouco tempo, pois tem o sonho de se despedir do seu público no Campo Pequeno. “Como o regresso foi bonito, em Santarém, o ano passado, e como tenho a ilusão de tourear no Campo Pequeno já com a praça coberta, pois ainda não toureie lá assim, quero finalizar lá a minha carreira”, revela Eduardo à Tauronews. Apesar de ter esse sonho, ainda “não está certo, mas essa é a minha ilusão. Fazer o retiro total no Campo Pequeno”.

Antes de terminar a carreira, Eduardo vai para o México onde já tem três corridas marcadas e alguns festivais, sendo que a primeira actuação é a 20 de Março. “Vamos partir sexta-feira de Madrid para a cidade do México. Vamos tourear na Plaza De Toros Provincia Juriquilla e ainda temos mais alguns festivais. Esperamos confirmar ainda uma outra corrida que ainda não está acertada”, desvenda Eduardo.

A visita ao México é uma “espécie de despedida” e também um regresso, pois “estive cinco anos consecutivos no México onde toureie nas principais praças e onde se abriram todas as portas. Agora regresso 20 anos depois e é lá que quero voltar a encontrar a minha afición, e é onde melhor me recebem em termos taurinos”, conta aquele que espera brilhar nas arenas mexicanas. “Esperemos que a campanha no México corra bem e que nos dê bastante moral, porque isto da idade e o toiro, em Portugal, sem picadores, enfim, tudo é difícil”.

Para se preparar a 100 por cento tem “estado a fazer campo, até porque tenho muitos problemas de lesões. Mas tenho estado a superar tudo a nível físico e técnicos. No campo as pessoas já se surpreendem, portanto já consigo cumprir os tentaderos e o esforço físico que é exigido já o consigo superar”, conta. E finaliza: “No México tenho a possibilidade de tentaderos quase todos os dias e estas três corridas e mais alguns festivais, vão-me deixar no caminho certo para poder aparecer no Campo Pequeno”.

Artigos Similares

Destaques