Aficionados estreiam-se a gerir a maior Praça de Toiros do país

A Primeira de três corridas da temporada em Santarém é já este domingo. A Associação aposta na revitalização da Monumental Celestino Graça. Voluntários ajudaram a limpar a cara da Praça Maior 

A corrida de toiros deste domingo, a primeira de três da temporada de Santarém, representa a estreia da associação Praça Maior na gestão da maior praça do País – a Monumental Celestino Graça, com mais de 13 mil lugares. Constituída por um grupo de oito aficionados, a associação sem fins lucrativos Praça Maior apresenta-se como um modelo de gestão inovador em Portugal, alternativo à actual realidade do empresário promotor do espectáculo. 

“É um sinal muito positivo de rejuvenescimento da tauromaquia em Portugal e é a primeira vez que um grupo de aficionados assume a gestão de uma praça de toiros desta forma. Este modelo inovador assume especial importância por ser a maior praça do País”, afirma Paulo Pessoa de Carvalho, presidente da Associação Portuguesa de Empresários Tauromáquicos, que destaca a “forma moderna de comunicar a tauromaquia e a definição de parcerias estratégicas” como pontos fortes da associação. 

Após um período de menor fulgor, o grande desafio da nova gestão é dar uma nova vida ao ex-líbris de Santarém e de toda a região. Para isso, a associação Praça Maior já começou a concretizar muitas das ideias que tinha em carteira. Uma delas passa por fazer regressar à Festa Brava marcas, instituições e as pessoas da região, envolvendo-as e partilhando com elas a vivência e valores da tauromaquia. Este domingo, a Monumental Celestino Graça vai apresentar-se de cara lavada, resultado do trabalho de dezenas de voluntários que ajudaram na limpeza e pintura da praça.

A estreia, às 16h00 do dia 17, não podia ser mais audaciosa. Inserida nos festejos da cidade de Santarém, a corrida de toiros das Festas de São José apresenta um cartel de altíssima qualidade. Os cavaleiros são João Moura, António Ribeiro Telles e Francisco Palha, enquanto os forcados são de Santarém e de Vila Franca de Xira. Os toiros são da ganadaria Cunhal Patrício. 

As restantes corridas estão marcadas para Junho. No dia 10 é a corrida da Marca Ribatejo, com os cavaleiros António Ribeiro Telles, Luís Rouxinol e Salgueiro da Costa, forcados de Santarém e toiros Vasconcellos Souza D’Andrade. Por fim, a 16 de Junho, é a corrida de toiros dos Agricultores – CAP, com João Moura Jr., João Ribeiro Telles e Francisco Palha, forcados de Santarém e Montemor e toiros Veiga Teixeira.

 

Foto: correiodoribatejo.pt

Artigos Similares

Destaques