PATRIPOVE: A ação judicial contra o processo da Póvoa Arena continua no tribunal

No seguimento das informações veiculadas pela Câmara Municipal da Póvoa de Varzim a PATRIPOVE (Associação de Defesa e Consolidação do Património Poveiro) vem esclarecer o seguinte em comunicado que abaixo transcrevemos:

1. A PATRIPOVE intentou uma Ação Popular a qual ainda decorre e não tem qualquer sentença proferida. É pois mentira que exista decisão que já tenha decidido a Ação em causa. Este processo está longe de estar terminado e continua em tribunal.
2. A PATRIPOVE não intentou, até à data, qualquer providência cautelar. É pois mentira que a PATRIPOVE tenha intentado qualquer providência cautelar.
3. Não havendo, como não há qualquer providência cautelar, é também mentira que a mesma tenha sido julgada improcedente pois que não pode ser improcedente algo que não existe.
4. É, porém, verdade que, na Ação Popular, a PATRIPOVE suscitou junto do Tribunal uma série de ilegalidades referentes ao processo de decisão de demolição do edifício da Praça de Touros e da decisão referente ao projeto, financiamento e edificação do denominado Póvoa Arena.
5. Se porventura tais decisões ilegais geraram prejuízos ao erário público quem foi autor das mesmas será o responsável pelas consequências dessas ilegalidades e não a PATRIPOVE.
6. A PATRIPOVE repudia quaisquer actos ilegais e intimidatórios que tenham sido realizados, defendendo sempre a legalidade e o respeito por todos.
7. A PATRIPOVE continuará a defender a cultura e o património poveiro e levará até às ultimas consequências, no tribunal, o apuramento das responsabilidades pelas ilegalidades cometidas em todo este processo.
PATRIPOVE
Associação de Defesa e Consolidação do Património Poveiro

Artigos Similares

Destaques