Moura Jr triunfou forte e meteu todos de acordo na Palha Blanco

Crónica

Por Miguel Ortega Cláudio

Moura Jr triunfou forte e meteu todos de acordo na Palha Blanco

  • 1 de maio de 2022, Vila Franca de Xira
  • 2ª Corrida da II Feira do Toiro
  • Cavaleiros: Manuel Telles Bastos, João Moura Jr e João Ribeiro Telles
  • Forcados: Vila Franca de Xira e Caldas da Rainha
  • Ganadaria: Vinhas
  • Direção de Fábio Costa assessorado por Jorge Moreira da Silva
  • Praça com cerca de 1/2 de lotação

 

Ontem a Palha Blanco recebeu a sua segunda corrida de toiros na Feira de Homenagem a Fernando Palha.

Bonito foi o texto que seu neto Duarte nos brindou a todos os presentes, falando deste Grande da Tauromaquia. O público aplaudiu de pé e reconheceu a obra deste Vilafranquese.

 

Vila Franca viveu ontem uma daquelas tardes de uma indisciplina saudável… primeiro meio azedos mas os cavaleiros e forcados templaram a tarde e no quinto, toiro que regressou ao campo, mostraram a sua melhor cara e aplaudiram o grande triunfo de Moura Jr.

 

Foi bonita a tarde, não fosse o senhor director de corrida… porra têm que haver noção do papel que se desempenha, não se pode ter medo, e ter vontade própria…

 

Foram lidados seis Vinhas, corrida condigna para a Palha Blanco. Variada de tipo e trapio.

Foi bom o primeiro, por vezes fez o papel do distraído. O segundo teve mais teclas, não perdoava erros. Complicado e agarrado ao piso o terceiro. Toiro difícil. O quarto saiu meio torto do pescoço, teve alma para vencer a lide e a sua compleição física. Em quinto saiu o “Seis”, nobre, com recorrido, teve todas as boas virtudes de um Santa Coloma, bravo toiro. Teve honras de volta ao ruedo, merecida quanto a mim. O sexto não foi um toiro difícil, ao qual lhe faltou a alma dos bravos.

 

Manuel Ribeiro Telles Bastos, teve um feliz reencontro, com esta praça. Recebeu ambos os toiros na porta dos curros. Os compridos tiveram sabor. Os curtos foram cravados com a classe que o Manel transporta dos pés à cabeça. Que grande ferro o que brindou à Senhora sua mãe no seu primeiro. No segundo a lide teve condimentos, voltou a andar bem nos compridos. Nos curtos bregou bem, escolheu bem os terrenos e os ferros foram bons. O que foi aquele segundo curto, só por si merecedor de música. Boa lide!

 

João Moura Jr. armou taco dos grandes na exigente Sevilla Portuguesa. A sua segunda lide poderá ser uma das lides da temporada… os compridos, a brega os remates toureiros, a inspiração contagiosa com que embebeu o público fazendo até os mais renitentes a aplaudir de pé o de Monforte. Ferros de praça a praça, cravados ao estribo, transbordaram a alma de artista, de um toureiro que viu a sua primeira lide ser pouco reconhecida por alguns! Fechou a obra com um palmo que levantou os que viram e desfrutaram deste momento de bom toureio. Diante de um toiro complicado o primeiro do seu lote Moura andou sublime a bregar, a mexer no toiro, cravando bons ferros. Certo que levou um toque mas porque quis arriscar… lide de vontade e de muito querer.

 

João Ribeiro Telles diante do terceiro da tarde mostrou a sua veia de lidador, sovou o Vinhas reservado, tentou abrir os caminhos ao negro. Cravou bons ferros, lide merecedora de música mas que não lhe foi concedida injustamente. No sexto armou um taco dos grandes na brega. Olé João! Ainda estou emocionado com o que vi. Pena que o nobre toiro não tenha tido a alma que o João teve. Meteu tudo de sua parte para poder vencer o desafio que o outro João lhe lançou. Ferros bem cravados, bem a rematar mas faltou alguma emoção para ser uma obra redonda.

 

Se no sábado a tarde não foi famosa para os da jaqueta das ramagens, ontem os forcados elevaram o estandarte do bem pegar em Vila Franca. Há nomes com destaque maior além dos caras. Diogo Grilo (segunda ajuda), Carlos Santos (rabejador), João Maria Santos (primeiro ajuda) todos do Grupo da Vila. Bem!

Abriu praça o cabo, Vasco Pereira, pelo grupo da terra numa boa pega à primeira tentativa. Bem o grupo a ajudar. João Matos anda para se lhe tirar o chapéu, outro grande momento nesta arte de bem pegar toiros à primeira. Fechou Guilherme Dotti à primeira com o público de pé em júbilo a aplaudir a pega da tarde.

 

Pelo grupo das Caldas abriu Lourenço Palha numa grande pega à segunda tentativa. Bem o grupo a ajudar. Duarte Palha resolveu bem a papeleta num toiro que investia decomposto, bem a tourear o Vinhas. Grande pega! Duarte Manoel cabo do das Caldas, também à segunda numa boa pega. No segundo o toiro sai solto e o forcado não teve tempo de lhe mandar na sorte.

 

Dirigiu a corrida Fábio Costa, foi o médico veterinário Moreira da Silva.

Ultimos Artigos

Artigos relacionados