João d’Alva em Mourão: “Espero que seja um festival de vários níveis e valores”

O jovem novilheiro João d’Alva falou com a Tauronews sobre as suas expectativas para o primeiro festival da Feira de Mourão, a 1 de Fevereiro, que irá inaugurar a Temporada de 2018 em Portugal.

João d’Alva começa por não esconder a grande responsabilidade que é tourear no primeiro espectáculo taurino do ano, agradecendo a confiança de Joaquim Grave, promotor da Feira de Mourão: “A importância que Mourão tem para a tauromaquia é sem dúvida uma prova muito grande que o Dr. Joaquim Grave me está a dar”.

Quanto ao festejo em concreto, João d’Alva quer triunfar, mas espera acima de tudo que seja um bom espectáculo artístico: “Sem dúvida que pretendo triunfar, mas espero que seja um festival de vários níveis e valores”.

 

 

Feira Taurina de Mourão é composta por dois festivais taurinos — o primeiro a 1 de Fevereiro (quinta-feira), direccionado para a promoção de jovens-promessas da tauromaquia; e o segundo a 4 de Fevereiro(domingo), cujo cartel é exclusivamente constituído por seis matadores de toiros.

No dia 1 de Fevereiro, será lidado um curro de novilhos-toiros de Calejo Pires pelos cavaleiros Francisco Palha e David Gomes e pelos espadas Juan LealJoão d’AlvaManuel Perera e Luís Silva. Pegam em solitário os Forcados Amadores de Santarém, capitaneados por João Grave.

No dia 4 de Fevereiro, lidam-se novilhos-toiros da ganadaria de Murteira Grave para os matadores Joaquín Días “Cuqui de Utrera”,Curro DíazManuel Jesús “El Cid”José GarridoManuel Dias Gomes e Joaquín Galdós.

 

 

 

 

 

Fotografia: Nuno Almeida

Ultimos Artigos

Artigos relacionados