Feira de Huelva começa a ganhar forma

Esperam-se figuras, rejoneio, novilhadas e alternativas. José Luis Pereda, empresário do coso, desenha uma feira com seis espetáculos.

Três corridas de toiros, uma de rejoneio, o espetáculo Bombero Torero e ainda uma novilhada sem picadores, são os espetáculos que se espera que venha a haver na Feira de Huelva, entre os dias 29 de julho e 3 de agosto.

Alejandro Talavante, José María Manzanares, Morante de La Puebla e Diego Ventura são os nomes das figuras que já se fazem ouvir como certas nesta edição de 2022.

A Alejandro Conquero, novilheiro de Huelva, quer dar-se a oportunidade de se tornar matador na sua praça e, se as negociações se concretizarem, tirará a sua alternativa ao lado de José María Manzanares e Roca Rey, no dia 30 de julho.

No rejoneio, para além de uma das maiores figuras de sempre, Diego Ventura, fala-se também já da presença de Andrés Romero e ainda de Sergio Galán para o dia 31 de julho, frente a toiros de José Luís Pereda.

O espetáculo cómico taurino, Bombero Torero, será celebrado a 1 de agosto e no dia seguinte, 2 de agosto, será celebrada uma novilhada sem picadores.

Finalmente, no dia 3 de agosto, será celebrada uma corrida de toiros em que se aguarda pela confirmação de Alejandro Talvante que terá a seu lado os matadores David de Miranda e Miguel Ángel Perera.

O primeiro festejo da feira, a 29 de julho, que celebra o aniversário da praça de toiros de Huelva, contará com a presença dos matadores Morante de La Puebla, Pablo Aguado e Daniel Luque.

Apesar de serem ainda apenas especulações, as mesmas começam a ganhar forma e a expectativa começa a aumentar para a Colombinas 2022.

Ultimos Artigos

Artigos relacionados