Sérgio Serrano destacou-se no fecho de San Isidro

  • 29ª Corrida de San Isidro | 5 de junho 2022 | Autor: Tiago Correia

Sérgio Serrano destacou-se no fecho de San Isidro

Toiros de Victorino Martin, bem-apresentados e de comportamento desigual, com destaque positivo para o segundo da ordem para António Ferrera (Silêncio e Ovação), Sérgio Serrano (Ovação e Silêncio) e Román (Silêncio e Silêncio)

António Ferrera deparou-se em primeiro lugar com um complicado toiro de Victorino Martin, com o qual abreviou faena. No seu segundo, esteve a gosto e realizou uma faena do agrado do público.

Sérgio Serrano realizou em primeiro lugar uma faena de verdadeiro triunfo em Las Ventas. Templou ao máximo as investidas de um bom toiro e encantou Madrid de verdade. Infelizmente, a espada roubou-lhe um triunfo redondo. No quinto da ordem, a faena não resultou. Conquistou a orelha de ouro, que premeia o triunfador da corrida da imprensa.

Román esteve digno com o primeiro toiro do seu lote, mas a faena não alcançou o patamar que certamente desejaria. No último da corrida também não conseguiu alcançar o triunfo.

 

  • 28ª Corrida de San Isidro | 4 de junho 2022 | Autor: Tiago Correia

Triunfo de Rafaelillo e desilusão de Talavante

Toiros de Adolfo Martin, irrepreensíveis de apresentação e cumpridores de comportamento, para Rafaelillo (Orelha e Ovação), Manuel Escribano (Silêncio e Ovação) e Alejandro Talavante (Silêncio e Pitos)

Rafaelillo foi o claro triunfador desta penúltima corrida de San Isidro. Realizou uma grande faena ao primeiro toiro da tarde. No seu segundo, voltou a estar em bom plano, chegando com facilidade às bancadas. O público reconheceu o labor do toureiro.

Manuel Escribano teve o ponto alto desta sua tarde em San Isidro com as bandarilhas, deixando um excelente par em sorte violino ao quiebro ao primeiro toiro do seu lote, a levantar o público dos assentos. Com a dlanela rubra andou cumpridor, sem atingir o patamar de triunfo.

Alejandro Talavante não deslumbrou, tendo mesmo sido assobiado no final da sua última lide nesta feira de San Isidro.

 

  • 27ª Corrida de San Isidro | 3 de junho 2022 | Autor: Tiago Correia

Tomás Rufo: Milagre e Triunfo em Las Ventas

Toiros de Puerto de San Lorenzo, bem-apresentados e complicados na generalidade, para José Maria Manzanares (Ovação e Silêncio), Alejandro Marcos que confirmou a alternativa (Silêncio e Silêncio) e Tomás Rufo (Silêncio e Orelha)

José Maria Manzanares realizou uma faena esforçada ao seu primeiro, toiro que lhe complicou a função. No quarto da ordem, realizou uma faena positiva a um toiro que apresentava alguma escassez de forças. Falhou com a espada e perdeu a possibilidade de troféus.

Alejandro Marcos confirmou a alternativa numa faena que foi a menos, diante de um toiro que procurou refúgio em tábuas no final da função. No seu segundo, não teve opções. Passagem discreta por Las Ventas.

Tomás Rufo esteve por cima do seu primeiro oponente, realizando uma faena de entrega e valor. No último da corrida, triunfou com força. São impressionantes os números deste toureiro que desde a alternativa no final da passada temporada, cortou troféus em todas as corridas em que atuou. O público esteve consigo e a faena resultou na perfeição. Cortou uma orelha com forte petição da segunda. Foi colhido quando saiu ao quite no toiro de José Maria Manzanares, colhida da qual escapou ileso por milagre.

 

  • 26ª Corrida de San Isidro | 2 de junho 2022 | Autor: Tiago Correia

Orelha para Juan Leal e colhida de Rafael Gonzalez na alternativa

Toiros de Fuente Ymbro, bem-apresentados e sérios de comportamento para Juan Leal (Orelha, Silêncio e Ovação no que toureou por Rafael Gonzalez), Joaquín Galdós (Silêncio e Silêncio) e Rafael Gonzalez, que tirava a alternativa (Colhido)

Rafael Gonzalez esteve digno na lide do toiro da sua alternativa, tendo sido colhido durante a função com alguma gravidade. Não conseguiu matar o toiro, acabando por ser Juan Leal a terminar a função.

Juan Leal teve talvez a sua tarde mais importante em Madrid. Cortou uma orelha de peso ao primeiro do seu lote, numa faena de valentia que agradou bastante ao público presente em Las Ventas. No quarto da ordem, deu novamente mostras do seu real valor, destacando-se um passe cambiado pelas costas, de excelente efeito. No que matou por Rafael Gonzalez, esteve novamente com uma desmedida entrega. Tarde importante do matador francês.

Joaquín Galdós teve uma tarde menos luzida que Juan Leal. Andou correto, mas não conseguiu alcançar o triunfo em nenhum dos toiros do seu lote.

 

  • 25ª Corrida de San Isidro | 1 de junho de 2022 | Autor: Tiago Correia

Olé Morante!

Toiros de Alcurrucén, bem-apresentados e cumpridores quanto ao comportamento para Morante de la Puebla (Silêncio e Orelha), El Juli (Ovação e Silêncio) e Ginés Marín (Ovação e Ovação)

Morante de la Puebla realizou certamente uma das faenas mais importantes da sua carreira, senão a mais importante. Fez tudo bem feito. Os muletazos foram eternos e Las Ventas rugiu emocionada perante tal obra de arte. Faena apenas ao alcance dos predestinados. Disfrutou e fez disfrutar. Olé Morante! Na primeira faena abreviou.

El Juli realizou uma primeira faena de superação e lidou da melhor maneira um astado que cumpriu. Juli potenciou-lhe as virtudes e realizou uma faena muito aplaudida pelo público de Las Ventas. Perdeu a orelha com a espada. No quinto da ordem a faena veio a menos e não resultou tão bem como a primeira.

Ginés Marín voltou a encontrar-se em Madrid com os Alcurrucén depois do inolvidável triunfo da passada feira de outono. Andou determinado no primeiro do seu lote e a faena apenas não alcançou outro nível pois o toiro não acompanhava as inspirações do toureiro. No último da corrida, a história repetiu-se e houve mais toureiro que toiro. Tarde de garra de Ginés Marin.

 

  • 24ª Corrida de San Isidro | 31 de maio de 2022 | Autor: Tiago Correia

“aqui, hay que venir a morir”, triunfo e colhida de Gomez del Pilar

Toiros de José Escolar, bem-apresentados e a transmitir perigo às bancadas, para Octávio Chacon (Silêncio, Silêncio e Silêncio), Alberto Lamelas (Ovação e Silêncio) e Gómez del Pilar (Orelha e Colhida)

Gómez del Pilar veio a Las Ventas com a máxima vontade de triunfar. No primeiro do seu lote, recebeu-o à porta gaiola de forma emocionante, estando perto da colhida. Na faena de muleta, esteve bem com um toiro que transmitiu e realizou uma faena intensa e do agrado do público. Cortou uma Orelha. Foi novamente à porta gaiola receber o último e desta vez foi colhido, sendo transportado à enfermaria.

Octávio Chacon esteve valente e com firmeza diante do primeiro toiro da ordem, ao qual faltou transmissão. No quarto da ordem, a faena não teve história. No que matou por Gómez del Pilar nada pôde fazer diante de escassa matéria-prima.

Alberto Lamelas realizou uma faena correta, particularmente pelo pitón esquerdo com a flanela rubra. No quinto da ordem, não teve opções de triunfo. Ainda assim, andou esforçado e fez o possível.

 

  • 23ª Corrida de San Isidro | 30 de maio de 2022 | Autor: Tiago Correia

Sérios e complicados toiros de Samuel Flores no regresso a San Isidro

Toiros de Samuel Flores, sérios e complicados para Fernando Robleño (Silêncio e Ovação), Morenito de Aranda (Ovação e Ovação) e Damian Castaño, que confirmou a alternativa (Silêncio e Silêncio)

Damian Castaño esteve valente diante de um primeiro toiro complicado e que dificultou a vida ao toureiro. Esteve também valente diante do último da corrida, outro toiro complicado.

Fernando Robleño enfrentou-se em primeiro lugar com mais um toiro complicado, com o qual pouco pôde fazer. Diante do quarto, o ponto alto da faena foi a grande estocada que deixou a mais um toiro com poucas condições de lide.

Morenito de Aranda foi, no geral, o toureiro que mais possibilidades teve. Esteve bem no primeiro toiro, rematando a faena com uma boa estocada. No quinto, o mérito da faena foi ter conseguido dar a volta a um toiro que parecia impossível. Tarde positiva de Morenito de Aranda.

 

  • 22ª Corrida de San Isidro | 29 de maio de 2022 | Autor: Tiago Correia

Dupla porta grande na confirmação de Guillermo Hermoso

Toiros de Carmen Lorenzo e El Capea, bem-apresentados e cumpridores quanto ao comportamento, para Lea Vicens (Silêncio, Orelha e Orelha) e Guillermo Hermoso de Mendoza, que confirmou a alternativa (Palmas, Orelha e 2 Orelhas)

Lea Vicens realizou uma faena correta ao seu primeiro montando o cavalo Bético, aquecendo o público numa faena que agradou ao público. Falhou com o rojão de morte e perdeu as hipóteses de troféus. Na sua segunda faena, manteve o nível artístico e foi-lhe concedida uma orelha. Esteve também em bom plano no último da tarde e cortou mais uma orelha, que lhe permitiu abrir a porta grande.

Guillermo Hermoso de Mendoza chegou a Madrid para confirmar a alternativa depois abrir a porta do príncipe de Sevilha. A sua primeira faena decorreu em bom plano, destacando-se a brega a duas pistas e as hermosinas de elevados quilates. Um pinchazo roubou-lhe o tão desejado troféu. Esteve muito bem também no terceiro toiro da ordem, cortando uma orelha. No último da ordem esteve novamente fenomenal. Boa lide de Guillermo tendo como ponto alto os ferros ao quiebro que cravou no final da prestação. Matou bem e cortou 2 Orelhas. Porta grande triunfal para Guillermo!

 

  • 21ª Corrida de San Isidro | 28 de maio de 2022 | Autor: Tiago Correia

Román corta orelha e sofre cornada em Madrid

Toiros de Luís Algarra, bem-apresentados e dos quais se destacou positivamente o primeiro da tarde em comportamento, para Román (Orelha e Volta ao Ruedo), Gonzalo Caballero (Silêncio e Silêncio) e David de Miranda (Silêncio e Silêncio)

Román enfrentou-se em primeiro lugar com o toiro Retozón, nº8, negro de pelagem e com 563kg, o toiro da corrida. O toureiro valenciano esteve bem, realizando uma faena ligada e de bastante mérito, que lhe valeu uma orelha. No quarto da corrida esteve superior e realizou mais uma grande faena. No final da faena foi colhido, sendo depois assistido na enfermaria. O público pediu-lhe uma orelha, que o presidente não concedeu, dando assim volta ao ruedo e perdendo a porta grande.

Gonzalo Caballero pouco conseguiu fazer diante da matéria-prima que teve por diante. Foi colhido no tércio de capote ao segundo do seu lote.

David de Miranda esteve esforçado e realizou uma faena de mérito ao primeiro do seu lote, com momentos artísticos importantes. No sexto, também esteve com disposição, mas o toiro veio a menos.

 

  • 20ª Corrida de San Isidro | 27 de maio de 2022 | Autor: Tiago Correia

Ángel Tellez, da porta da substituição à porta grande

Toiros de Victoriano del Río, bem-apresentados e dispares de comportamento para Diego Urdiales (Silêncio e Silêncio), Alejandro Talavante (Ovação e Silêncio) e Ángel Tellez (Orelha e Orelha)

Ángel Tellez entrou no cartel de hoje em Madrid pela porta da substituição de Emílio de Justo e agarrou a oportunidade da melhor maneira. Os contratos ganham-se na arena e Ángel Tellez certamente terá hoje ganho contratos com a abertura da Porta Grande de Las Ventas. Esta foi a sua tarde e realizou duas faenas de total entrega e determinação e o público esteve consigo e pediu-lhe as duas orelhas que lhe valeram a porta grande.

Diego Urdiales abreviou faena diante do primeiro complicado toiro da tarde. A sua segunda faena veio a menos e salda-se positivos apenas alguns muletazos soltos.

A primeira faena de Alejandro Talavante acabou por não romper. No quinto da ordem também pouco se viu e abreviou faena.

 

  • 19ª Corrida de San Isidro | 26 de maio de 2022 | Autor: Tiago Correia

Mansada de Juan Pedro dececiona Madrid

Toiros de Juan Pedro Domecq, bem-apresentados e sem opções de triunfo para Morante de la Puebla (Pitos e Bronca), Juan Ortega (Silêncio e Ovação) e Pablo Aguado (Silêncio e Silêncio)

A corrida do passado dia 26 fica marcada pelo dececionante curro de toiros de Juan Pedro Domecq, sem quaisquer opções de triunfo e que em nada agradou ao público presente em Las Ventas.

Morante de la Puebla abreviou faena aos seus dois toiros.

Pablo Aguado também pouco pôde fazer diante do seu lote e as suas faenas acabaram por não ter história.

De Juan Ortega viu-se o melhor da corrida, particularmente pelo pitón esquerdo com passes templados e de bom gosto.

 

  • 18ª Corrida de San Isidro | 25 de maio de 2022 | Autor: Tiago Correia

Roca Rey sobressai em tarde desluzida de Fuente Ymbro

Toiros de Fuente Ymbro, bem-apresentados e de comportamento complicado, na generalidade para Diego Urdiales (Silêncio e Silêncio), Andrés Roca Rey (Palmas e Ovação) e Ginés Marín (Silêncio e Silêncio)

Diego Urdiales pouco pôde fazer diante do lote que lhe tocou em sorte, sem opções de triunfo. Ainda assim, luziu-se num quite por chicuelinas.

A primeira faena de Roca Rey esteve bastante por cima do toiro que lhe tocou em sorte. Esteve valente e levou emoção aos tendidos, com total mérito para o toureiro que superou o oponente. A sua segunda faena foi sensacional, esteve bem do princípio ao fim. Roca Rey demonstrou mais uma vez que, mesmo com poucos anos de alternativa é já figura da tauromaquia. Falhou a matar e perdeu a porta grande.

Ginés Marín foi ovacionado com força após o paseíllo, num merecido reconhecimento do público pelo esforço do toureiro em reaparecer tão rápido da cornada sofrida já neste San Isidro. Enfrentou-se com um lote com poucas opções e andou esforçado, existindo momentos de realce pelo pitón esquerdo ao último toiro da ordem.

 

  • 17ª Corrida de San Isidro | 24 de maio de 2022 | Autor: Tiago Correia

Juanito confirma em Madrid em tarde de vento

Toiros de Valdefresno, bem-apresentados e de comportamento variado para Daniel Luque (Silêncio e Ovação), José Garrido (Volta e Silêncio) e João Silva “Juanito”, que confirmava alternativa (Silêncio e Silêncio)

O matador de toiros português João Silva “Juanito” confirmou hoje a alternativa na Monumental de Las Ventas, 26 anos depois do último português a fazê-lo, Pedrito de Portugal, e trazia consigo de terras lusas a ilusão de todos os portugueses e o desejo de que a tarde fosse de triunfo para o jovem matador português. No primeiro do seu lote, nobre, mas sem transmissão, esteve correto e revelou vontade de agradar ao público, destacando-se uma boa série pelo pitón direito. No último da corrida, tocou-lhe em sorte um toiro com mais condições que o primeiro, mas a faena não resultou. O vento complicou em demasia a função do toureiro português, que já na sua primeira prestação se tinha deparado com este difícil oponente. Alternou bons passes pelo pitón direito com o consentir de toques na muleta. Com a espada, deixou uma estocada ao segundo intento, seguido de algumas tentativas de descabelho.

Daniel Luque lidou em primeiro lugar um toiro bastante complicado e a faena não teve história. No seu segundo, quarto da ordem, esteve por cima do toiro que teve por diante, que foi a menos com o decorrer da função. Lide positiva de Daniel Luque

José Garrido tirou tudo o que o seu primeiro toiro lhe podia dar e realizou uma faena que agradou ao público de Las Ventas. O público pediu-lhe uma orelha, que não foi concedida pela presidência. No seu segundo, viu a faena bastante condicionada, tal como os seus companheiros de cartel, pelo vento que soprou com força esta tarde em Las Ventas.

 

  • 16ª Corrida de San Isidro | 23 de maio de 2022 | Autor: Tiago Correia

Álarcon abre porta grande de Madrid

Novilhos de Fuente Ymbro, bem-apresentados e de excelente comportamento, na generalidade para Manuel Diosleguarde (Orelha e Silêncio), Jorge Martinez (Ovação e Volta ao Ruedo) e Álvaro Alarcón (Orelha e 2 Orelhas)

Manuel Diosleguarde realizou uma boa primeira faena, especialmente pelo pitón direito, diante de um bravo toiro que foi a mais. Matou bem e cortou uma Orelha. A sua segunda faena veio a menos e não atingiu o nível da primeira.

Jorge Martinez esteve valente diante do primeiro, o mais complicado e perigoso do bom curro de Fuente Ymbro. Faena determinada do novilheiro, que se apresentava pela primeira vez em Las Ventas. No seu segundo, voltou a estar valente e realizou uma faena, à semelhança da primeira, de determinação, chegando desta vez ao público que no final da faena lhe pediu com força a orelha, que não foi concedida.

Álvaro Alarcón triunfou com força em Las Ventas. Na primeira faena esteve bem por ambos os pitóns, entendendo na perfeição o bom terceiro novilho da ordem. Muito bom foi o final por bernardinas. Cortou uma Orelha. No último da corrida, esteve superior. Realizou mais uma faena de imenso mérito, que chegou com força aos tendidos de Madrid. Deixou uma grande estocada e cortou mais 2 Orelhas. Saiu triunfalmente em ombros pela porta grande.

  • 15ª Corrida de San Isidro | 22 de maio de 2022 | Autor: Tiago Correia

Leo Valadez corta orelha em Las Ventas

Toiros de Torrealta, dispares de apresentação e comportamento e de García Jimenez (dois exemplares a substituir dois reprovados), bem-apresentados e de bom jogo, para El Fandi (Silêncio e Silêncio), Manuel Escribano (Silêncio e Volta ao Ruedo) e Leo Valadez (Ovação e Orelha)

El Fandi viu o seu primeiro toiro procurar refúgio em tábuas desde o princípio da faena. Esteve valente e realizou uma faena correta. No seu segundo, encurtou faena diante de um toiro complicado de lidar. Esteve bem em bandarilhas.

Manuel Escribano enfrentou-se em primeiro lugar diante de um toiro sem classe e com pouco recorrido, nomeadamente pelo pitón esquerdo. A faena não resultou. No quinto da ordem, realizou uma faena ligada e do agrado do público, particularmente pelo pitón esquerdo, por onde a faena alcançou os melhores momentos. Deixou uma estocada traseira e deu volta ao ruedo, após petição não atendida pela presidência. Esteve bem em bandarilhas, tal como os companheiros de cartel.

Leo Valadez, matador mexicano que confirmou a alternativa em Las Ventas, realizou uma faena em que não conseguiu ligar as séries. Ainda assim, deixou muletazos a pés juntos que foram bastante do agrado do público. Houve ligeira petição e foi ovacionado. No seu segundo, foi colhido durante a faena com a flanela rubra, mas recompôs-se e deixou uma grande estocada que lhe valeu uma orelha.

 

  • 14ª Corrida de San Isidro | 21 de maio de 2022 | Autor: Tiago Correia

Valoroso Paco Ureña corta uma orelha na encerrona

Toiros de La Ventana del PuertoDomingo HernándezAdolfo MartínJosé VázquezJuan Pedro DomecqVictoriano del Río e o sobrero de Conde de Mayalde, bem-apresentados e de comportamento desigual, com destaque positivo para os bons toiros de Domingo Hernandez e para o sobrero de Conde de Mayalde, para Paco Ureña (Silêncio, Ovação, Silêncio, Silêncio, Orelha e Ovação)

A tarde de encerrona de Paco Ureña teve início com uma lide que acabou por não romper, diante de um toiro de La Ventana del Puerto que não lhe deu muitas opções. A segunda faena diante de um colaborador toiro de Domingo Hernandez teve bons momentos de toureio com a flanela rubra pelo pitón esquerdo. Agradou ao público. A fechar a primeira parte do festejo saiu à arena o astado de Adolfo Martin, de impossível lide, com o qual Paco Ureña foi obrigado a abreviar faena.

Em quinto lugar foi lidado o melhor toiro do curro, o Hortelano, sobrero de Conde de Mayalde, que permitiu a Paco Ureña realizar a melhor faena deste seu gesto em Las Ventas. Esteve bem por ambos os pitóns e fez soar os mais fortes olés da tarde. Cortou uma orelha.

No último da ordem abreviou faena diante de um complicado toiro de Victoriano del Río.

 

  • 13ª Corrida de San Isidro | 20 de maio de 2022 | Autor: Tiago Correia

Tomás Rufo pela Porta Grande de Las Ventas

Toiros de Garcigrande, bem-apresentados e desiguais de comportamento, para Julián Lopez “El Juli” (Silêncio e Volta ao Ruedo), Alejandro Talavante (Pitos e Ovação) e Tomás Rufo (Orelha e Orelha)

A faena de El Juli ao primeiro toiro do seu lote foi a menos com o decorrer da função, acompanhando a disposição do astado que também ele foi a menos. A sua segunda faena foi uma verdadeira obra de arte, sobretudo pelo pitón esquerdo. Desenhou séries ao natural que puseram Las Ventas em pé. Mais um triunfo de Juli na Feria de San Isidro 2022. Falhou com a espada e deu volta ao ruedo após forte petição de orelha, não correspondida pela presidência.

A primeira faena de Alejandro Talavante nesta tarde em Madrid teve pouca história, dada a fraca colaboração do oponente. A faena ao quinto da tarde subiu de nível, particularmente pelo pitón esquerdo com a flanela rubra. No entanto a faena não atingiu o tom de triunfo. Foi ovacionado.

Tomás Rufo tem triunfado por todas as praças por onde passa. É a sua primeira temporada completa de alternativa e já saiu pela porta grande em Castellón, pela porta do príncipe de Sevilha e abriu agora a Porta Grande de Las Ventas. No astado da sua confirmação de alternativa esteve em bom plano, realizando séries de muito mérito pelo pitón direito, sendo premiado com uma orelha. No que encerrou a tarde, realizou uma faena que chegou às bancadas e que lhe valeu mais uma orelha e consequentemente a abertura da tão desejada porta grande.

 

  • 12ª Corrida de San Isidro | 19 de maio de 2022 | Autor: Tiago Correia

Faena de Roca Rey marca tarde em Las Ventas

Toiros de Victoríano del Río, bem-apresentados e díspares de comportamento, para José Maria Manzanares (Silêncio e Silêncio), Fernando Adrián (Ovação e Silêncio) e Roca Rey (Silêncio e Ovação)

José Maria Manzanares viu a sua primeira faena ser condicionada pelo vento que soprou em Las Ventas. No seu segundo, a faena não teve história.

Fernando Adrián, que confirmava alternativa em Las Ventas, revelou vontade de triunfo e realizou uma faena interessante, a que o público respondeu ovacionando o toureiro. No quinto da ordem, a faena não atingiu o nível da anterior.

A passagem de Roca Rey nesta tarde por Las Ventas ficou marcada pela excelente lide ao último toiro da ordem. Esteve bastante bem por ambos os pitóns e levantou o público dos assentos. A espada tirou-lhe a opção de triunfo.

 

  • 11ª Corrida de San Isidro | 18 de maio de 2022 | Autor: Tiago Correia

Pouco para contar na corrida de Pedraza

Toiros de Pedraza de Yeltes, díspares de apresentação e de comportamento, destacando-se dos restantes o segundo e o terceiro da ordem, para López Chaves (Silêncio e Silêncio), Javier Cortés (Ovação e Silêncio) e Jesús Enrique Colombo (Silêncio e Silêncio)

López Chaves andou esforçado diante do seu primeiro, tentando tirar todo o pouco que o toiro tinha para dar. No seu segundo, outro toiro com poucas condições de lide, andou novamente esforçado, mas a faena acabou por não romper.

Javier Cortés enfrentou em primeiro lugar um dos melhores toiros do curro de Pedraza e realizou uma faena positiva, com momentos de interesse por ambos os pitóns. A sua segunda faena não chegou às bancadas.

Jesús Enrique Colombo não esteve à altura do bom primeiro do seu lote, ovacionado no arraste, acabando a faena por não resultar. No último da tarde, voltou a não ter luzimento.

 

  • 10ª Corrida de San Isidro | 17 de maio de 2022 | Autor: Tiago Correia

Adame e Tellez em destaque na corrida de Arauz de Robles

Toiros de Arauz de Robles, de desigual apresentação e com pouco fundo de bravura, na generalidade, para Joselito Adame (Ovação e Volta ao Ruedo), Pepe Moral (Silêncio e Silêncio) e Ángel Tellez (Volta ao Ruedo e Ovação)

Joselito Adame realizou uma faena positiva ao seu primeiro, particularmente pelo pitón direito, agradando ao público. No quarto da ordem esteve também em muito bom plano, com mérito acrescido por se ter recomposto da colhida sofrida no decorrer da função. Não esteve bem com a espada durante a tarde. Deu volta ao ruedo.

A faena de Pepe Moral ao segundo da ordem teve pouca história, saldando-se como positiva uma série pelo pitón direito. No segundo do seu lote, quinto da ordem, não teve qualquer opção de triunfo.

Ángel Tellez sorteou em primeiro lugar o melhor do curro de Arauz de Robles e aproveitou-o na perfeição. Montou uma faena das que ficam na memória pelo pitón esquerdo, com muletazos daqueles que fazem parar os relógios. No último da tarde, não teve grandes opções de luzimento.

  • 9ª Corrida de San Isidro | 16 de maio de 2022 | Autor: Tiago Correia

Isaac Fonseca brilha na novilhada de Conde de Mayalde

Novilhos de Conde de Mayalde, bem-apresentados e desiguais de comportamento, destacando o bravo quinto, para Santana Claros (Silêncio e Silêncio), Isaac Fonseca (Ovação e Volta ao Ruedo) e Álvaro Burdiel (Silêncio e Ovação)

Santana Claros andou esforçado diante do primeiro novilho da tarde, mas a faena acabou por não romper. No quarto teve igual sorte, não havendo grandes momentos de destaque.

Isaac Fonseca demonstrou a vontade e as ganas que se pedem a um novilheiro que quer romper neste mundo tão difícil. Nota-se que quer e que pode e teve uma importante tarde em Las Ventas. Em primeiro lugar deparou-se com um novilho justo de forças, que não lhe permitiu grande luzimento. Ficou na retina a disposição do toureiro. No quinto, o novilho contribuiu para uma grande faena do novilheiro mexicano. Esteve valente e encantou Las Ventas. Infelizmente, dois pinchazos antes de uma boa estocada fizeram com que perdesse o prémio, existindo ainda assim petição de orelha.

Álvaro Burdiel, que se apresentou em Las Ventas, não teve sorte no terceiro da ordem e a faena não resultou. No último da tarde, entendeu o novilho e realizou uma faena recheada de temple, que agradou ao público de Madrid.

 

  • 8ª Corrida de San Isidro | 15 de maio de 2022 | Autor: Tiago Correia

Orelha para Curro e Álvaro mas marcou Ginés

Toiros de El Parrelejo, bem-apresentados e de comportamento desigual, para Curro Díaz (Ovação, Silêncio e Orelha), Álvaro Lorenzo (Silêncio e Orelha) e Ginés Marín (Ovação após colhida)

Curro Díaz esteve correto e realizou uma lide agradável diante do primeiro do seu lote, um bom toiro. No segundo do seu lote, quarto da ordem, a lide não atingiu o patamar da primeira. Ainda assim andou esforçado. No último da corrida, que matou por Ginés Marin, que foi colhido, realizou aquela que foi a melhor das suas três lides. Cortou uma orelha.

Álvaro Lorenzo esteve correto com o primeiro do seu lote, destacando-se com séries ao natural pelo pitón esquerdo. No seu segundo, realizou uma boa lide que, após o remate com uma grande estocada, resultou numa petição maioritária de orelha. Cortou uma orelha.

A tarde de Ginés Marín ficou marcada por uma séria colhida que sofreu durante a lide do terceiro da ordem, com a muleta, tendo apesar disso seguido com a lide, com atitide de grande “verguenza torera”, até estoquear o astado. Segundo o relatório médio, sofreu uma cornada de duas trajetórias, uma ascendente de 25cm e uma transversal de 20cm. Foi pelo seu próprio pé para a enfermaria e não pode tourear o segundo do seu lote.

 

  • 7ª Corrida de San Isidro | 14 de maio de 2022 | Autor: Tiago Correia

Pouco para contar na primeira de rejoneo de San Isidro

Toiros de Fermín Bohórquez, bem-apresentados e de comportamento desigual, sendo nota dominante do curro a falta de transmissão, para Sérgio Galán (Silêncio e Ovação), Leonardo Hernández (Ovação e Ovação) e Juan Manuel Munera (Silêncio e Ovação)

A passagem de Sérgio Galán por Las Ventas teve o seu ponto alto na lide do quarto da ordem, ao qual realizou uma boa lide, em que teve a preocupação de fazer tudo bem feito, cravando de frente e com reuniões ajustadas. Perdeu o troféu com o rojão de morte. Andou discreto na sua primeira atuação

Leonardo Hernández realizou uma faena interessante ao primeiro do seu lote, segundo da ordem. Andou bem montando o Calimocho, com o qual empolgou o público de Madrid. No quinto da ordem, toiro mais reservado, a faena não atingiu o nível da anterior.

Juan Manuel Munera sorteou o pior lote da corrida. Ainda assim, andou desembaraçado e realizou duas lides corretas.

 

  • 6ª Corrida de San Isidro | 13 de maio de 2022 | Autor: Tiago Correia

Alejandro Talavante corta orelha no Mano-a-Mano

Toiros de Jandilla, bem-apresentados e de comportamento desigual para Alejandro Talavante (Silêncio, Orelha e Silêncio) e Juan Ortega (Silêncio, Silêncio e Silêncio)

Alejandro Talavante realizou uma faena séria ao seu primeiro, ainda que sem romper. No seu segundo, relaizou uma faena que veio a mais e aqueceu as bancadas de Las Ventas. No último da tarde, esteve discreto.

Juan Ortega andou discreto toda a tarde, sem chegar aos tendidos. Sorteou um lote complicado, que não lhe deu granfes opções.

 

  • 5ª Corrida de San Isidro | 12 de maio de 2022 | Autor: Tiago Correia

Tarde sem história na corrida de El Torero

Toiros de El Torero e Montealto (sobrero), de apresentação irrepreensível e desiguais de comportamento para António Ferrera (Silêncio e Silêncio), Daniel Luque (Silêncio e Silêncio) e Gonzalo Cabellero (Silêncio e Silêncio)

António Ferrera realizou uma faena breve diante do seu primeiro, que cedo procurou o refúgio das tábuas. No segundo do seu lote, voltou a abreviar faena.

Daniel Luque realizou uma primeira lide de pouco luzimento, dado que o toiro não lhe facilitou a tarefa. No seu segundo, o toiro também pouco permitiu e a faena não teve história.

Gonzalo Caballero que foi obrigado a saludar montera en mano após o passeillo teve igual sorte e também teve que abreviar diante do seu primeiro. No seu segundo, a faena também não teve história.

 

  • 4ª Corrida de San Isidro | 11 de maio de 2022 | Autor: Tiago Correia

El Juli a uma estocada da porta grande

Toiros de La Quinta, bem-apresentados e de bom comportamento na generalidade, para Morante de la Puebla (Silêncio e Silêncio), El Juli (Orelha e Volta ao ruedo) e Pablo Aguado (Silêncio e Silêncio)

Morante de la Puebla esteve esforçado diante do seu primeiro e, ainda que sem conseguir ligar os passes, deixou uma série de muletazos de boa nota. No quarto, toiro mais complicado, abreviou faena.

El Juli foi o claro triunfador da tarde. Realizou duas lides de excelente nota, com naturales daqueles que fazem parar os relógios e, neste caso, que fizeram levantar dos assentos o público que encheu por completo a Monumental de Las Ventas. Foram duas lides, embora diferentes, dadas as diferentes características dos oponentes, que chegaram com força aos tendidos e que encantaram Las Ventas. Foi, talvez, a melhor tarde de El Juli em Las Ventas.

Pablo Aguado começou bem a sua primeira faena por naturales, mas a mesma veio a menos, não chegando ao público. No último, a faena não teve história.

 

  • 3ª Corrida de San Isidro | 10 de maio de 2022 | Autor: Tiago Correia

Javier Cortés corta orelha na corrida de El Pilar

Toiros de El Pilar, bem-apresentados e desiguais de comportamento, destacando-se o bom primeiro da ordem, para Javier Cortés (Orelha e Silêncio), Tomás Campos (Silêncio e Silêncio) e Francisco José Espada (Ovação e Silêncio) 

Javier Cortés teve uma lida bastante boa diante do primeiro toiro de seu lote, toiro bravo. Esteve firme e pelo pitón direito alcançou os melhores momentos da sua prestação. Rematou a faena com uma grande estocada e cortou uma orelha. A sua segunda faena veio a menos e não alcançou o nível da primeira. 

Tomás Campos andou esforçado no primeiro do seu lote, mas a faena não rompeu. No quinto da ordem, a história repetiu-se, tendo o toureiro sorteado o pior lote da corrida, com muito poucas opções. 

Francisco José Espada levou a efeito uma primeira prestação séria e na qual revelou boas maneiras e vontade de agradar. Rematou com uma boa estocada e foi ovacionado, após leve petição de orelha. No último da corrida levou a efeito um toureio de cercanias onde mostrou ganas de triunfo. Falhou com a espada.

 

  • 2ª Corrida de San Isidro | 9 de maio de 2022 | Autor: Tiago Correia

Novilhos de Los Maños em bom plano

Novilhos de Los Maños, bem-apresentados e de bom comportamento na generalidade para Carlos Dominguez (Silêncio e Silêncio), Arturo Gílio (Ovação e Ovação) e Guillermo García Pulido (Aplausos e Aplausos), todos eles na sua apresentação em Las Ventas.

Carlos Dominguez não esteve à altura do primeiro novilho do seu lote, um bom novilho no qual a falta de experiência do novilheiro foi notória. No quarto da corrida, esteve em plano superior e entendeu da melhor maneira o novilho que lhe tocou em sorte.

Arturo Gílio teve uma tarde redonda na Monumental de Las Ventas. Duas faenas de bastante mérito resultaram em duas leves petições de orelha, nenhuma das quais correspondida pela presidência. Foi colhido na lide do quinto da ordem.

Guillermo García Pulido realizou uma primeira atuação em que o público acabou por não entrar. No último da corrida realizou uma faena longa e com alguns bons pormenores, ainda que sem romper.

 

  • 1ª Corrida de San Isidro | 8 de maio de 2022 | Autor: Tiago Correia

Álvaro Lorenzo corta a primeira orelha de San Isidro

Toiros de Montalvo, bem-apresentados e cumpridores, para Daniel Luque (Silêncio e Volta ao Ruedo após petição), López Simón (Ovação e Silêncio) e Álvaro Lorenzo (Silêncio e Orelha)

Daniel Luque esteve redondo durante toda a tarde. Lidou da melhor maneira possível ambos os toiros do seu lote, com destaque bastante positivo para a sua segunda lide em que esteve extraordinário. Rematou com uma boa estocada e o público pediu-lhe com força a orelha, petição essa não correspondida pela predisência.

López Simón realizou uma faena ao primeiro do seu lote que, embora a qualidade da atuação, a mesma não chegou ao público e este não correspondeu. No quinto da ordem, com o toiro a ir a menos, a faena não teve história.

Álvaro Lorenzo teve azar no sorteio no que toca ao primeiro do seu lote, e esteve bastante por cima do seu oponente, mas a faena não alcançou o nível sonhado pelo matador. No último da corrida, sofreu uma voltareta na primeira série por derechazos. Esteve bastante bem na atuação. Rematou com uma estocada e o toiro rodou sin puntilla. Cortou a primeira orelha da Feria de San Isidro.

Ultimos Artigos

Artigos relacionados