Serpa, 16 abril | Entrevista a Manuel Dias Gomes

No próximo dia 16 de abril, sábado, celebra-se um dia taurino que conta com a realização de dois festivais taurinos num só dia, um de manhã e outro à tarde. Manuel Dias Gomes é o único matador presente neste Dia Taurino.

 

TN: Manuel, o que significa para si estar presente neste Dia Taurino?

MDG: O Festival taurino em Serpa organizado este ano representa a paixão de como se vive a tauromaquia no Alentejo, sempre com vontade de ir aos toiros. E no fundo, a Solidariedade existente na festa dos toiros.

 

TN: Apesar de ser mais “tradicional”, hoje em dia, a corrida a cavalo, Portugal teve sempre uma tradição taurina ligada ao toureio a pé. Como é ser o (único) matador escolhido para atuar nesta celebração?

MDG: É natural em festivais haver a inclusão de um toureiro a pé. E acho que no Alentejo as pessoas gostam de toureio a pé pelo que me tenho apercebido nas corridas que tenho toureado nesta região. Aliás só tem a ganhar para demonstrar a riqueza da tauromaquia. Acredito que também por ser um toureiro que sempre mostrei disponibilidade para este tipo de festivais

 

TN: Com uma temporada de 2021 com muito interesse e vários triunfos, este Dia Taurino é uma “preparação” para a repetir a boa temporada do ano passado?

MDG: Para mim, é um festival para arrancar a temporada e preparar para os próximos compromissos da temporada.

 

TN: Que perspetivas há para a temporada de 2022? Para além da presença, já anunciada, no Dia Taurino em Serpa, no festival no Sobral de Monte Agraço e na corrida da Quinta-Feira de Ascensão, onde mais podem os aficionados ver a sua arte?

MDG: De momento são os três que estão confirmados. Espero repetir em Lisboa depois do triunfo do ano passado e acredito que sempre ao longo da temporada vão surgindo outras datas.

 

TN: Por último, que mensagem deixa aos aficionados para que se desloquem a Serpa e participem neste Dia Taurino? 

MDG: Aos aficionados sobretudo do baixo Alentejo que venham viver este dia taurino bastante completo e que marca o regresso da festa num fim-de-semana tão taurino como é a Páscoa.

 

Obrigada pela disponibilidade e toda a sorte para mais este primeiro desafio, a 16 de abril em Serpa.

Ultimos Artigos

Artigos relacionados