Luís Rouxinol quer transmitir “emoção e verdade” ao público

O cavaleiro Luís Rouxinol já tem inúmeras datas marcadas para a próxima temporada. No ano em que completa 32 anos de alternativa, o toureiro afirma: “Se quem paga bilhete sai agradado com o Luís Rouxinol, isso já me conforta”.

Luís Rouxinol já tem várias corridas agendadas e com o início da temporada aí à porta, o cavaleiro está a treinar com afinco. “A preparação para a temporada está a decorrer dentro da normalidade e como sempre tem sido noutros defesos, a montar diariamente de manhã à noite, a preparar os cavalos, a tourear vacas e muito ansioso já para que a minha temporada comece a sério”, revela à Tauronews, Rouxinol.

O cavaleiro tem alguns cavalos novos na sua quadra em quem acredita muito. “Tenho três ou quatro cavalos novos que poderão sair este ano e nos quais tenho muita fé. Estão ainda numa fase prematura para fazer adivinhações mas gostaria de destacar o “Ímpar”, um cavalo filho do Douro, que pode vir a ser um cavalo importante na minha quadra”, revela.

O toureiro vai actuar a 10 de Junho na Monumental Celestino Graça, o que é uma felicidade. “É sempre importante para um cavaleiro poder estar em Santarém, naquela que é a praça de maior lotação em Portugal, portanto não posso deixar de estar feliz. Agora, mais importante será que no 10 de Junho a praça esteja completamente cheia”, revela. E acrescenta: “Fazia falta à Praça de Toiros de Santarém uma empresa como a Associação Praça Maior, para ganhar uma nova vida, e a ver pela corrida do passado dia 17 de Março, o ambiente e o casa que estava, é bom sinal e dá boas perspectivas para o 10 de Junho! À parte disso, pessoalmente tourear nesse dia em Santarém é ainda mais especial pois é quando cumpro aniversário de alternativa, que tirei precisamente naquela praça”.

Para além da presença em Santarém, Rouxinol faz parte do cartel da corrida de 1 de Maio, na Arena D’Almeirim, onde vai tourear com o seu filho Luís Rouxinol Jr. “São cartéis com um atractivo muito especial, pais e filhos, e os aficionados sentem sempre um carinho especial por estas corridas, onde a competição é saudável e se apresenta o futuro das dinastias”, realça o toureiro.

Muitas já são as corridas que o cavaleiro tem marcadas, como ele próprio conta à Tauronews: “Creio que, mais ou menos, o que está certo de datas são as já conhecidas. No próximo dia 31 Março estarei no Festival de despedida do bandarilheiro David Antunes, em Vila Franca, depois em Abril estarei a 25 em Alter do Chão e, a 27 em Beja. Em Maio, o mês está mais composto com actuações em Almeirim, Montemor, Moura, Salvaterra e Campo Pequeno. Para Junho já estão certas Santarém e Montijo. Mas depois haverá certamente presença em Évora, Abiul, Nazaré, Coruche, e outras mais que irão surgindo com o avançar da época”.

Apesar de já ter toureado nas principais praças, Luís Rouxinol gostava de tourear numa em especial e por um motivo ainda mais especial. “Penso que estarei praticamente em todas as principais praças e feiras taurinas. Mas gostaria muito deste ano poder tourear em Sobral de Monte Agraço, terra do meu saudoso amigo e apoderado Francisco Penedo, de modo até a poder prestar-lhe essa homenagem”, revela.

Com uma grande carreira construída, o toureiro conta aquilo que gosta de transmitir ao seu público. “Acima de tudo emoção e verdade, porque sem isso não se pode estar a transmitir o melhor do que é ser toureiro. Tenho sempre a preocupação de que o público possa desfrutar das minhas actuações e transmitir que dei o meu melhor, que sintam a minha entrega em praça e não saiam defraudados. Se quem paga bilhete sai agradado com o Luís Rouxinol, isso já me conforta”, afirma.

Sobre a temporada de 2019, Luís Rouxinol tem as melhores expectativas. “Está a preparar-se uma temporada importante, de bons cartéis, e isso também o devo muito ao meu novo apoderado, o Rui Bento. Como se sabe, devido às circunstâncias no final de 2018 iniciámos uma relação de apoderamento com o Rui, e tem estado tudo a correr pelo melhor! Os contactos vão surgindo, tenho quase 32 anos de alternativa mas, felizmente, continua a existir ainda um grande interesse na presença do Luís Rouxinol por parte das empresas. Isso há-de querer dizer alguma coisa. E portanto, estou bastante ansioso para começar a pôr em prática aquilo que mais gosto de fazer que é tourear”, finaliza o cavaleiro.

Artigos Similares

Destaques