Resumo do Campo Pequeno: O sonho comanda a vida…

E sempre que um homem sonha o mundo pula e avança…

Lisboa encheu! Todos ao longo desta Primavera e Verão sonhámos com este dia, a abertura da nossa Catedral, o Campo Pequeno… Mas há um homem, que com todo este sonho de certeza ganhou cabelos brancos… O Luís Miguel Pombeiro, obrigado por ter sonhado e não desistir de nos dar esta noite.

Foram lidados seis toiros de imponente trapio. Com cara, peso e variadas capas. Segundo e terceiro merecem nota de destaque pela positiva. O quinto foi o pior do lote enviado a Lisboa por Pedro Canas de Vigouroux.

António Ribeiro Telles, derramou 38 anos do saber bem tourear na arena Lisboeta. A lide do quarto é para ser vista e revista por quem quer saber e quem quer ser alguém nisto do toureio a cavalo. Olé!

Marcos Bastinhas foi um vulcão em ebulição na arena… a lide do segundo foi possívelmente a sua melhor lide em Lisboa. No difícil quinto cravou ferros que levantaram dos assentos o mais renitentes.

Francisco Palha foi consagrado hoje com o novo príncipe do toureio a cavalo na catedral! António sei que lhe deu a bênção com certeza… a lide do terceiro fica na história desta praça.

Grande noite de pegas dos grupos de Lisboa e Coruche. Foram caras, Vítor Epifanio, João Varanda e Duarte Mira pelos da casa todos à 1ª. António Tomás, Miguel Raposo e João Prates por Coruche com apenas uma pega à segunda. Grande noite dos forcados.

O Campo Pequeno hoje e sempre acendeu a luz nesta cidade que é nossa!

Crónica brevemente

Ultimos Artigos

Artigos relacionados