Empresa da líder do PAN utiliza insecticidas altamente poluentes

Depois da polémica relativa às estufas que detém numa empresa com o seu marido, Inês Sousa Real vê-se agora novamente envolvida numa polémica na qual alegadamente vai contra os princípios que apregoa o seu partido, PAN.

A empresa da qual Inês Sousa Real detém 25%, que a juntar aos 25% detidos pelo seu marido perfaz um total de 50% pediu uma autorização especial à Direção Geral de Alimentação e Veterinária (DGAV) para aplicação de um potente insecticida para matar moscas da fruta.

Segundo a Visão, “a autorização para este produto tem de ser pedida às autoridades competentes por ser considerado um inseticida de última linha, especialmente agressivo – considerado mesmo “mutagénico ou carcinogénico de categoria 3”, “nocivo” e “prejudicial para o meio ambiente”.

 

Ultimos Artigos

Artigos relacionados