Emílio de Justo o “Rei” de Colômbia  

‘Despistado’ um toiro da ganadaria de Las Ventas del Espíritu Santo, e o diestro espanhol Emílio de Justo escreveram uma página de antologia na terceira corrida de abono da 67ª Feira de Manizales.

Do indulto do toiro à consagração de De Justo nesta praça colombiana, juntou-se o também espanhol Ginés Marín, que também obteve o direito à porta grande após cortar a orelha de cada um de seus toiros.

Seis toiros de Las Ventas del Espíritu Santo, bem apresentados em geral e com comportamento diverso. O indulto foi concedido ao segundo da tarde, ‘Despistado’, marcado com o número 608 e pesando 452 quilos.

  • Cristóbal Pardo: Ovação e Volta
  • Emilio de Justo: Duas orelhas simbólicas e Ovação
  • Ginés Marín: Orelha e Orelha

Ultimos Artigos

Artigos relacionados