ProToiro – Agosto com média de quase duas touradas por dia, mas IVA a 23% trava maior recuperação do setor

Só em Agosto vão realizar-se cinquenta e duas touradas, uma média de quase duas por dia. Para a temporada deste ano o número de touradas poderá atingir as duzentas, mas IVA a 23% limita a recuperação e crescimento do setor. – ProToiro emite comunicado sobre o tema que partilhamos abaixo.

 

Lisboa, 5 de Agosto de 2022.

 

 

A temporada tauromáquica de 2022 está a ser marcada pelo regresso a uma nova normalidade pós-Covid onde as cicatrizes da pandemia são visíveis na vida e economia dos portugueses. 

 

O setor da indústria cultural tauromáquica sofreu perdas económicas elevadas nos últimos dois anos, devido à pandemia, mas tem mostrado uma resiliência notável, com uma grande retoma em 2021, e em 2022 continua a fazer um caminho de recuperação. 

 

O mês de Agosto é o mês mais taurino do ano, em especial a semana de 15 de Agosto, e este ano não é exceção. Até ao final de Julho realizaram-se 90 touradas, sendo que em Agosto estão previstas mais 52, tendo sido a primeira, ontem no Campo Pequeno, e as últimas do mês serão os conhecidos festejos de Barrancos. 

 

Para Ricardo Levesinho, Presidente da Associação Portuguesa de Empresários Tauromáquicos, a temporada de 2022 teve um “arranque extraordinário com as datas tradicionais completamente cheias. As expectativas que temos deste mês de Agosto são altíssimas. A preocupação dos produtores cada vez incide mais sobre a qualidade e a diversidade artística do espectáculo o que está a resultar num sucesso fantástico, com muito público.”

Quanto ao balanço da temporada até agora diz que “Verifica-se uma progressiva recuperação do sector, mas neste momento há um travão que impede essa recuperação, que é o IVA discriminatório de 23% nos bilhetes dos espectáculos culturais tauromáquicos, que está a afectar gravemente a economia do setor taurino. Esperamos que esta situação seja revista em breve no Orçamento do Estado, pois trata-se de uma discriminação inadmissível e que afeta a economia e emprego do setor, ainda para mais com os impactos actuais da inflação no poder de compra dos portugueses. O país não precisa destes entraves mas sim de negócios a criar emprego e riqueza. ” 

 

Até ao final da temporada, no primeiro fim de semana de Novembro, estão já anunciadas 160 touradas, mas com os meses de Setembro e Outubro ainda com muitas corridas por anunciar, o número final de 2022 poderá rondar as 200 touradas.

PROTOIRO
Federação Portuguesa de Tauromaquia

Artigos Similares

Destaques