Tarde de estocadas mas sem troféus em Madrid

A 22ª Corrida da Feira de Santo Isidro registou mais uma praça cheia, com a afición madrileña a mostrar-se viva e expectante para mais um corrida de toiros que acabou por não corresponder. Pouca transmissão no geral, ficam as estocadas de encher o olho.

Corrida de Juan Pedro Domecq com pouco encaste e transmissão que acabou por ditar o nível artístico dos toureiros. Joaquin Galdós no dia da confirmação de alternativa, esteve a gosto e voluntarioso no primeiro toiro da tarde. Brindou a faena a sua mãe e mostrou que temos outro peruano na ribalta do toureio, foi-lhe tributada uma ovação. No último da tarde foi silenciado.

José María Manzanares esteve como sempre com a estética toureira que lhe é reconhecida, uma técnica invulgar e uma quadrilha rigorosa. Via-se que queria levar o triunfo de Madrid, mas os toiros de Juan Pedro vinham sempre de mais a menos no decorrer das faenas, deixando um entusiasmo inicial que acabava em desilusão. Brindou ao rei emérito D. Juan Carlos e entrou duas vezes a matar de forma irrepreensível. Palmas no primeiro e silêncio no segundo toiro.

Cayetano toureiro experiente e de classe, não pisava o ruedo da Monumental de Las Ventas há cinco anos, esteve também ele a um bom nível, com pormenores de registo. Brindou a sua majestade, e fez o que conseguiu no seu primeiro astado onde foi silenciado. Como dizem os nossos vizinhos espanhóis “no hay quinto malo” e assim foi, o melhor toiro da tarde a permitir uma sequência de passes que fez os tendidos pela primeira vez sentirem de verdade o toureio ao qual responderam com “olés”. Ovação a fechar um bonito regresso de Cayetano.

 

https://vimeo.com/219910079

Artigos Similares

Destaques