Personalidades falam sobre o Evento Bullfest – Parte I

Francisco Palha (Cavaleiro):O Bullfest foi algo onde todos deveríamos participar, acho que todos os grandes nomes deveriam estar presentes, mesmo que alguns de nós tivéssemos de sair do cartel! Foi uma iniciativa óptima e que todos nós, desde toureiros, matadores, forcados, e aficionados nos deveríamos juntar e mostrar o que realmente importa à tauromaquia, julgo que andamos relaxados e nada fazemos para essa união. Esta iniciativa teve um objectivo óptimo e penso que se deveria seguir o exemplo!”

 

Manuel Dias Gomes (Toureiro): “Sem dúvida que foi um dia onde se falou de Tauromaquia e onde a mesma se defendeu, inovou, divulgou e promoveu. Gostei de ver avós, pais, filhos e netos fascinados com tudo o que se passava nas diferentes actividades que decorreram ao longo do dia. E a grande assistência de jovens no festival, demonstrando a vivacidade da afición. Balanço positivo da primeira edição do Bullfest, esperando que se repita nos próximos anos.”

 

António João Ferreira (Toureiro): foi um evento extraordinário, uma iniciativa mais que positiva. A União faz a força.”

 

Joaquim Grave (Ganadero):O Bullfest em si é uma óptima ideia e iniciativa que deve ser apoiada por todos nós. Considero que o cartel do festival não foi conseguido por forma a ter uma entrada mais forte. A publicitação do evento também não foi a indicada, não chegou a toda a gente! Resultado final foi positivo.”

 

Miguel Alvarenga (Director Farpas Blogue): Foi uma jornada importante que engrandeceu a tauromaquia e que deve ser repetida para o ano, repensando e corrigindo alguns pormenores. Aplaudo o empenho, a inovação e a ousadia da Protoiro e o apoio da empresa do Campo Pequeno.

 

António Vacas de Carvalho (Cabo GFA Montemor): “O Bullfest foi um dia mais do que conseguido que para além de promoção da festa, aproximou todos os seus amantes num óptimo dia de convívio.”

 

Filipe Gonçalves (Cavaleiro):Foi o encontro com a festa brava, viveu-se a tauromaquia e a sua essência no esplendor de várias vertentes onde o toiro bravo, a cultura e a tradição brilharam com a afición que gritou bem alto que está viva e se manifestou com a sua presença a tamanho evento onde todos estivemos de mãos dadas e unidos.”

 

 

António Brito Paes (Cavaleiro): “O evento da Bullfest foi muito importante. Fiquei muito contente por participar e de sentir que realmente fiz alguma coisa para tentar juntar aficionados, criar afición,dar ainda mais força à festa! Levei a minha família e amigos para desfrutar de um dia taurino! Penso que qualquer pessoa que se diga aficionado, tem de se juntar a esta  Federação (Prótoiro), dar ideias, conselhos ou tomar atitudes para o bem da festa, pois sinto que esta está aberta a isso.”

Ultimos Artigos

Artigos relacionados