Jesuíno Mesquita: “Uma forma de estar diante do touro que cativava e prendia a atenção do público”

Antigo Cabo dos Amadores de Coruche, Jesuíno Mesquita, não quis perder a oportunidade de deixar uma mensagem ao forcado Rui Godinho “Peitaça”, quando estamos a dois dias da sua despedida das arenas na Praça de Toiros de Coruche. Domingo, o forcado “Peitaça” fará a sua última pega a um toiro da ganadaria Palha.

“Quando o Rui apareceu no Grupo já não era um jovem, já tinha vinte e dois anos. Pequenino e de braços curtos, mas com uma paixão enorme ao mundo da forcadagem, com uma vontade e determinação que poucos têm.
Abdicava de tudo e todos para estar sempre presente em todos os eventos do Grupo. Ele vivia e vive este mundo como ninguém.
O Rui fez-se forcado como tantos outros que passaram por este grande Grupo, os Amadores de Coruche. Mas o Rui era diferente. Começou por destacar-se devido a sua estatura física, mas a isso juntou sempre uma postura e uma forma de estar diante do touro que cativava e prendia a atenção do público. Mal saltava para a arena tinha logo o público com ele.
No seu jeito humilde deu muito ao Grupo, sendo um exemplo para as gerações seguintes dessa mesma humildade.
Pessoas como o Rui são para manter por perto neste grupo de amigos. Pessoas dispostas a dar de si sem esperar nada em troca.

A ti Rui, desejo-te que tenhas uma despedida como tu mereces.

Olé forcadão! Lá estarei para te apoiar!”

 

 

Foto Jesuíno Mesquita / Farpasblogue.com

Fotos Rui Godinho / Arquivo GFA Coruche

 

 

 

 

 

 

Artigos Similares

Destaques