Garraiada da Queima das Fitas de Coimbra vai a referendo

A Comissão Organizadora da Queima das Fitas de Coimbra (COCF) vai levar a Garraiada Académica, tradicionalmente realizada na Praça de Toiros da Figueira da Foz, a referendo dos estudantes da Universidade de Coimbra.

Depois de a Comissão Central da Queima das Fitas ter proposto a abolição da Garraiada, o Conselho de Veteranos e a Direcção-Geral da Associação Académica de Coimbra chegaram a acordo para a realização de um referendo aos estudantes no próximo dia 13 de Março em todas as Faculdades da Universidade de Coimbra.

Depois de há dois anos se ter abolido a tradicional novilhada, em que se lidavam novilhos a cavalo e a pé, geralmente por jovens cavaleiros amadores e novilheiros, passado a realizar-se apenas um espectáculo de pegas e recortadores a que se seguia a garraiada, a Comissão Organizadora da Queima das Fitas vem agora questionar aos estudantes conimbricenses a sua opinião sobre a realização de um espectáculo com largos anos no âmbito da cultura académica de Coimbra.

Apela-se à mobilização de todos os estudantes nesta consulta, uma vez que, para além de se tratar de um evento de natureza tauromáquica e que colhe de imensos aficionados no seio da Academia, trata-se de uma tradição secular da Queima das Fitas de Coimbra e que todos os anos leva milhares de estudantes ao Coliseu Figueirense.

Além do espectáculo tauromáquico, a Garraiada da Queima das Fitas é caracterizada por os alunos finalistas de cada uma das Faculdades darem uma volta à arena antes da Garraiada, abanando as pastas com as fitas dos respectivos cursos.

 

 

 

 

 

 

Fotografia: Arquivo

Ultimos Artigos

Artigos relacionados