Forcados de São Manços já restabelecidos e em casa a recuperar

No passado sábado realizou-se na localidade alentejana da Amieira, a tradicional corrida de toiros de Setembro. Uma corrida que foi dura na generalidade para a forcadagem presente, sendo os Amadores de São Manços quem ficou com maior número de baixas.

Pegava-se um intitulado “confronto de ganadarias ibérico” com 3 toiros Varela Crujo e 3 toiros José Luis Pereda. O momento assombroso que pairou sobre a Amieira foi no terceiro toiro da ordem, quando foi para a cara Nuno Leão, que após a sua primeira tentativa saiu diminuído, sendo dobrado por Jorge Valadas que também na sua primeira tentativa foi alvo de um forte derrote que o deixou inanimado no meio da arena, chegando a temer-se o pior. O toiro acabaria por ser pegado por Pedro Pontes de sesgo e com ajudas carregadas.

Segundo esclarecemos junto do cabo dos Amadores de São Manços, João Fortunato, todos os elementos do seu grupo estão estáveis e já em casa a recuperar. Esclarecendo a situação do forcado Jorge Valadas disse “Já está em casa, não passou de um susto. Levou uma forte pitonada na cara e desmaiou, depois começou com convulsões (…) a médica começou a pedir para chamarem o helicóptero. Mas acabou por não ser preciso. Depois em Évora não acusou nada no TAC nem no Raio X, apenas tinha a vista dilatada e por precaução passou lá a noite.”

No comunicado publicado na página de facebook dos Amadores de São Manços, pode ler-se também que os restantes elementos estão fora de perigo “Todos os elementos do Grupo desejam as melhoras também ao Nuno Leão, João Rosmaninho e Diogo Rodrigues que também eles precisaram de cuidados médicos na passada corrida de sábado na Amieira”.

 

 

 

 

 

Foto: Naturales/Florindo Piteira

Artigos Similares

Destaques