Festival Taurino dos 85 Anos de Fundação dos Amadores de Vila Franca: Rui Godinho

O Forcado actual Rui Godinho, garante a presença de várias gerações de forcados no Sábado, dia 9 de Abril no Festival em Vila Franca de Xira.

7ª Parte – Épocas 1999 a 2001

O Grupo iniciou a época de 1999, já com o Sr. Diogo Palha a Cabo, no mês de Março com atuações frente a toiros sérios em Beja e Alcochete que demonstraram que a eficácia e coesão continuavam a ser as palavras de ordem. A corrida de Abiul a 7 de Agosto com toiros Paulo Caetano constituiu um grande êxito, com 6 toiros pegados à 1ª tentativa. Depois de uma digressão de grande sucesso a Lunel e Grau du Roi em França, a 13 de Agosto uma nova presença em França, na feira de Beziers. A 22 de Agosto o Grupo atua na corrida comemorativa dos 50 anos da praça de toiros de Viana do Castelo e 4 dias depois mais uma atuação de grande valor no Campo Pequeno, pegando 6 toiros Palha na corrida comemorativa dos 150 anos desta ganadaria. Na feira de Outubro em Vila Franca, na corrida de Terça-Feira Noturna, mais uma grande noite de pegas a um curro de Prudêncio, numa corrida em que se despede das arenas o forcado Paulo Paulino “Bacalhau” após 18 épocas ao serviço do Grupo de Vila Franca. A época termina com 28 corridas e 106 toiros pegados.

A temporada de 2000 foi uma época onde algumas lesões de forcados mais experientes, aliado a alguma juventude emergente no Grupo, provocaram algumas atuações desniveladas e, como tal, que o “melhor” fosse alternando com o “menos bom”. Destaques para a boa prestação na “Corrida da Radio Renascença” em Santarém a 18 de Junho, a “Corrida de São Pedro” em Évora e uma excelente prestação no Colete Encarnado de Vila Franca. A meio de Agosto, mais uma digressão do Grupo de Vila Franca a França com duas corridas bem conseguidas em Grau du Roi e Beziers. Em Setembro, na praça de Coruche, momento histórico com a 100ª pega de caras para Vasco Dotti.

Veio a época de 2001 e o Grupo foi novamente “puntero” com 30 corridas e 118 toiros pegados, com alguns números impressionantes pelo meio, como o facto de ter pegado 1 corrida de 8 toiros, 1 corrida de 5 toiros e 7 corridas de 6 toiros. A 14 de Julho um festival na “Palha Blanco” reúne dezenas de forcados antigos e atuais numa corrida onde se pegaram 8 toiros da Quinta da Foz. Na Póvoa do Varzim, Ricardo Silva “Pitó” vence o prémio para a “Melhor Pega” na Corrida TV Norte. Entre 11 e 16 de Agosto, o Grupo tem uma sequência de corridas que o obriga nalguns casos a dividir-se, culminando com 29 toiros pegados durante estes 5 dias. A 30 de Setembro um grande momento da época, durante a Corrida comemorativa do Centenário da “Palha Blanco” com a despedida das arenas do forcado Carlos Teles “Caló” no momento mais vibrante da corrida. Chegada a Terça-Feira, 9 de Outubro, o grande momento da temporada taurina nacional com a presença de 6 Miúras em Vila Franca, Numa noite inédita no panorama taurino Nacional e grandiosa para o Grupo de Vila Franca, são pegados 5 toiros à 1ª tentativa e 1 toiro à 2ª tentativa. A pega de Mário Rui Alves num dos Miúras com cerca de 600 Kg foi a pega da sua despedida das arenas. Nesta corrida, Pedro Reinhardt efetua uma pega que foi considerada a “Pega do Ano na Palha Blanco”. Carlos Silva “Carlos do Sobral” na sua época de estreia nos Amadores, rabeja de modo exemplar os 6 poderosos Miúras dessa noite. No final desta época, o Grupo entra em fase de reflexão e decide que estaria na altura de haver mudança de Cabo, o que acabou por suceder com a saída do Grupo de Diogo Palha.

Ultimos Artigos

Artigos relacionados