Faltou público e ambiente na centenária praça da Chamusca

Cavaleiros: João Moura Jr., Duarte Pinto e Salgueiro da Costa.  

Forcados: Grupo de Forcados Amadores de Santarém (cabo João Grave) e Grupo de Forcados Amadores do Aposento da Chamusca (cabo Pedro Coelho dos Reis)

Ganadaria: Passanha

 Entrada: meia casa fraca

O primeiro toiro da noite, foi lidado pelo cavaleiro João Moura Jr. Nos ferros compridos esteve regular. Já com nova montada deixou ferros curtos de boa nota, de realçar o segundo ferro que mereceu música e ovação do público.

O cavaleiro João Moura Jr. no quarto toiro da noite, que não se empregava e revelava pouca força, deixou dois ferros compridos. Após trocar de cavalo para a ferragem curta, de destacar o primeiro, que mereceu música, bem como o quarto e quinto de nota alta.

O segundo toiro da noite para o cavaleiro Duarte Pinto. Depois de dois ferros compridos, trocou de montada e deixou um ferro curto de boa nota, que mereceu música. De destacar ainda o segundo e terceiro ferros, de praça a praça. Duarte Pinto realizou uma lide com grande empatia com o público.

No seu segundo toiro, e quinto toiro da noite, o cavaleiro Duarte Pinto após a ferragem comprida, troca de montada e leva bem o toiro para deixar um ferro curto de boa nota. A lide ia em crescendo, com o cavaleiro a deixar mais três ferros de nota alta, que o público reage com ovação.

Ao cavaleiro Salgueiro da Costa saiu em sorte o terceiro da noite, deixou dois ferros compridos. Trocou de cavalo para os curtos e deixou um segundo e quarto ferros de boa nota.

No sexto toiro da noite Salgueiro da Costa deixou dois bons ferros compridos. Nos curtos, e já com nova montada, crava um bom segundo ferro e um quarto ferro de alta nota com forte ovação do público. A lide ia em crescendo e deixa um ferro de valor e de excelente nota, tendo recebido forte ovação do público.

Pelos Amadores de Santarém para o primeiro toiro saltou à praça o forcado António Queiroz e Melo que, com um cite correcto e uma reunião em desequilíbrio, não concretizou ao primeiro intento, tendo consumado a pega à 2ª tentativa.

Para a cara do terceiro toiro da noite foi o forcado Fernando Montoya, que citou de forma correcta, mas a reunião não foi bem conseguida, não ficando na cara do toiro. Consumou a pega à 4ª tentativa com o grupo a resolver.

Para o quinto toiro da noite o forcado Salvador Ribeiro de Almeida, que citou com muita calma, dando vantagens, aguentou com quietude a investida do toiro e fechou-se bem, com o grupo a ajudar coeso, concretizando a pega ao primeiro intento.

Pelo Aposento da Chamusca, pegou o forcado João Saraiva que citou de forma calma e com galhardia, com o toiro tardo na investida, com uma boa reunião e o grupo a ajudar de forma eficaz, consumou a pega à 1ª tentativa.

Para o quarto toiro da noite João Rui Salgueiro que após duas tentativas malogradas e o toiro com um comportamento estranho e sem investir para uma terceira tentativa, o grupo optou pela pega de cernelha que o João Rui Salgueiro e João Saraiva executaram com decisão e merecerem reconhecida ovação do público.

Para o último toiro da noite o forcado Francisco Montoya, com um cite correcto, dando vantagens ao toiro, recebeu o toiro que, com um derrote lateral, tirou o forcado da cara. Na segunda tentativa, Francisco Montoya citou com calma e esteve bem na cara do toiro, provocando e alegrando a investida e fechou-se bem, tendo a pega sido concretizada com o grupo a ajudar bem e coeso.

 

Esta é a crónica de um aficionado.

Artigos Similares

Destaques