Estudantes de Coimbra decidem acabar com a Garraiada na Queima das Fitas

70,7 % dos alunos que participaram ontem no referendo responderam “Não” à questão “Deve o evento garraiada continuar no programa oficial da Queima das Fitas?”.

Segundo a agência Lusa, votaram 5 638 dos cerca de 24 mil estudantes. 26,7 % respondeu “Sim”, mas a maioria foi do “Não”, com 70,7 %. Houve ainda 96 votos em brancos e 49 nulos.

Manuel Lourenço, secretário-geral da Comissão Organizadora da Queima das Fitas, disse à Lusa que a decisão final será do Conselho de Veteranos; no entanto, o secretário-geral não acredita que esse órgão “não honre a vontade dos estudantes”.

A iniciativa partiu da Comissão Central – outro dos órgãos da Comissão Organizadora -, que decidiu unanimemente “propor a abolição da garraiada como evento tradicional da festa”, depois de, em 2016, vários protestos na academia terem levado a que a deixasse de ser feita a lide a pé e a cavalo.

No mesmo ano, 2016, a garraiada foi também suspensa na Queima das Fitas do Porto, com a justificação de haver pouca adesão pela parte dos estudantes.

 

 

 

 

Fotografia: Arquivo

Ultimos Artigos

Artigos relacionados