Corrida de Tulare em tarde de verão

Na Sexta-feira 16 de Junho realizou-se na praça de touros de Tulare a corrida anual da Festa do TDES (Tulare Divino Espírito Santo).

Poucos dias antes da corrida o cartel tinha sido alterado. O cartel definitivo foi composto pelos cavaleiros Tiago Carreiras, João Soller Garcia, o novilheiro Joaquim Ribeiro “Cuqui” e o espada Daniel Nunes. Pegavam os Grupos de Forcados Amadores de Merced e Amadores Luso-Americanos 7 touros da Ganadaria Casa Agrícola Roberto Martins e filhos. Abrilhantou a corrida e bem a Filarmónica Portuguesa de Tulare sendo a corrida dirigida por Joe Bernardo e teve como cornetim Joey Bertão. Com 3/4 forte de casa em tarde de puro verão a corrida teve início à hora marcada.

Com excepção do terceiro (primeiro para pé) que foi bom, os touros da Casa Agrícola Roberto Martins e filhos que se apresentaram bonitos e apropriados de trapios, não corresponderam às expectativas, isto depois do triunfo desta ganadaria em Artesia na corrida da Festa da Bola no passado mês de Maio.

Os Cavaleiros Tiago Carreiras e João Soller Garcia estiveram em bom plano perante touros por vezes distraídos e pouco interessados. Destaque para a lide de João Soller Garcia no seu primeiro onde esteve muito bem e Tiago Carreiras no seu último também com um bom tourear que chegou bastante ao público. João Soller Garcia estreou um novo elemento da Coudelaria Agualva de nome “Formiga” e que esteve muitíssimo bem.

Quanto ao toureio a pé um dos destaques da corrida foi a prestação do terceiro touro da corrida para o novilheiro Português Joaquim Ribeiro “Cuqui”, que não soube aproveitar aquele belo exemplar que veio da Ganadaria Casa Agrícola Roberto Martins e filhos. No segundo touro para pé Cuqui teve pela frente um touro pouco colaborador e não consegui tirar o pouco que ele tinha. Na modalidade do toureio apeado destaque também para a lide do espada Português Daniel Nunes que enfrentou um touro sério e que dele tirou tudo que era possível.

Tarde dura para a forcadagem com touros a pedir contas. Os Amadores de Merced pegaram à 2ª e a 3ª tentativa. Os Amadores Luso-Americanos ambos à 4ª tentativa contanto com duas dobras.

Nota para a pega do segundo touro da tarde pelos Amadores Luso-Americanos, onde à quarta tentativa o cabo do grupo Michael Lopes foi dobrar o colega Joseph Mancebo e executou não com uma pega de recurso, mas sim com os ajudas a darem distancias e acabou por ser uma pega espectacular.

Mais uma nota desta corrida e como aconteceu o ano passado, o Grupo de Forcados Amadores Luso-Americanos dedicou a sorte de uma pega e depois convidando-lhe para dar a volta à arena com o barrete do grupo ao jovem Frankie Fernandes que continua a sua luta contra uma terrível doença.

Corrida do TDES de Tulare 2017. Dura, difícil mas com muitos destaques e momentos interessantes em tarde de verão com muito calor.

(Foto Jose Amador Pelayo Leal)

Artigos Similares

Destaques