Colômbia: Ponce, Roca Rey e Castilla abrem porta grande de Bogotá

A Praça de Toiros de Santamaría de Bogotá, na Colômbia, recebeu na tarde de ontem a terceira corrida de toiros da sua Feira da Liberdade de 2018.

Naquela que provavelmente era a tarde mais forte do certame deste ano, formavam cartel os matadores Enrique Ponce, Andrés Roca Rey e Juan de Castilla, que confirmou alternativa. Lidaram-se toiros da ganadaria de Juan Bernardo Caicedo, bem apresentados e de distinto comportamento, destacando-se claramente o último da tarde, lidado por Castilla e de seu nome “Abrileño”, com raça e transmissão, que foi indultado pela presidência.

maestro Enrique Ponce, que regressava a Bogotá depois de oito anos de ausência, cortou uma orelha no seu primeiro toiro da tarde e foi aplaudido no segundo. Pediu permissão à presidência para lidar um sobrero de regalo — pedido acedido, Ponce cortou-lhe uma orelha, o que lhe permitiu a saída em ombros pela porta grande de Santamaría.

Andrés Roca Rey, depois de ter sido silenciado na sua primeira faena da tarde, redimiu-se na lide do segundo toiro de Juan Bernardo Caicedo do seu lote, tendo-lhe cortado as duas orelhas. Saiu igualmente em ombros.

O jovem matador Juan de Castilla, que confirmava alternativa, acompanhou Ponce e Roca Rey na saída em ombros pela porta grande de Bogotá depois de ter indultado o seu segundo toiro e último da tarde, um animal de 486 quilos que transpirava energia e entrega. A presidência galardoou-o assim com duas orelhas simbólicas. No primeiro toiro do seu lote havia sido aplaudido.

 

 

 

 

 

 

 

 

Fotografia: Plaza de Toros de Santamaría

Ultimos Artigos

Artigos relacionados