Boris Johnson: “Proibir os toiros é levar o politicamente correcto ao extremo”

Boris Johnson, Ministro dos Negócios Estrangeiros do Reino Unido, assumiu publicamente ser aficionado e mostrou o seu apoio à realização de espectáculos tauromáquicos, que no seu país são legalmente proibidos, num evento comemorativo das relações anglo-espanholas.

Segundo o jornal britânico “The Mirror”, Boris Johnson afirmou que “proibir as corridas de toiros é levar o politicamente correcto à loucura”. Segundo um convidado da cerimónia, “o Ministro surpreendeu todos os presentes e irritou mesmo alguns, uma vez que a questão é polémica em Espanha, onde os espectáculos tauromáquicos foram já proibidos em algumas regiões autónomas”.

No entanto, em comunicado oficial, o Ministério dos Negócios Estrangeiros britânico assinalou que “o Ministro Boris Johnson expressou uma opinião pessoal a respeito da tradição espanhola das corridas de toiros. Não obstante, ele não apoia pessoalmente as corridas de toiros e está orgulhoso que no Reino Unido mantenham as práticas mais escrupulosas no que respeita ao tratamento dos animais e uma dessas medidas é a proibição de espectáculos do género em território britânico”.

O comunicado desmente assim a opinião de Boris Johnson, cujo mandato se tem caracterizado por várias afirmações pessoais consideradas polémicas por parte de alguns públicos, que depois vêm a ser desmentidas ou corrigidas pelo seu gabinete.

 

 

 

 

 

 

Fotografia: Time

Artigos Similares

Destaques