Almeirim, 10 abril | Entrevista a António Ribeiro Telles filho

No próximo dia 10 de abril celebra-se a primeira corrida da temporada de 2022 em Almeirim. Uma corrida recheada de figuras e de nomes admirados pela afición.

 

TN: O seu slogan tem sido “A Caminho do Sonho” e esta é sem dúvida uma corrida de sonho para muitos dos toureiros, até aqueles que já têm a sua alternativa. Como é estar presente neste cartel?

ART: É verdade esse tem sido o meu slogan, desde miúdo que quero ser toureiro por isso o ser toureiro tornou se o meu grande sonho que pelo qual sacrifico tudo para que aconteça, estar presente neste cartel é uma grande oportunidade e ando a trabalhar para que as coisas corram bem, é também uma grande responsabilidade pois carrego um nome que ajuda, mas que também exige muito.

 

TN: O nome Ribeiro Telles carrega uma importância e reconhecimento que se transforma em responsabilidade… como é ser a 5ª geração toureira de uma família tão querida, reconhecida e importante do nosso panorama taurino?

ART: É uma grande responsabilidade, a responsabilidade cresce de acordo com o passar das gerações, sinto que cresce, pois, o facto de uma família aguentar tanto neste mundo dos toiros quer dizer que é boa e não quero manchar o nome desta família por isso repito o que disse na primeira pergunta, sacrifico tudo para que consiga manter o nome Ribeiro Telles num patamar muito bom.

 

TN: A sua temporada iniciou logo a 1 de fevereiro, em Mourão, e ao dia de hoje já conta com três festivais toureados. Como se tem sentido nestes primeiros desafios de 2022?

ART: Tenho me sentido bem, graças ao meu pai que as coisas têm corrido bem porque sem ele não era nada, o meu pai tem me vindo a preparar para que consiga resolver os problemas que os toiros possam causar e acho que essa preparação nestes três festivais deu frutos, sinto me mentalizado que é o mais importante.

 

TN: A corrida de dia 10 de abril é certamente um desafio diferente daqueles que tem toureado neste início de temporada. Como se tem preparado para esta corrida?

ART: É o compromisso mais importante que tive nesta minha curta carreira, sinto-me muito motivado, mentalizado e preparado para resolver e aproveitar os toiros que me irão tocar, tem sido uma preparação intensa o meu pai tem sido bastante exigente comigo, mas estou-me a preparar para esta corrida como me preparo para outra, tourear muitas vacas e preparar-me psicologicamente para que tudo possa correr bem.

 

TN: Como é tourear ao lado destes incontestáveis nomes da tauromaquia mundial?

ART: São dois toureiros da geração do meu pai, dois senhores e dois monstros do toureio que andam neste mundo há muito tempo sempre com imensa categoria, que faz com que a responsabilidade cresça.

 

TN: Quais são as expetativas para esta corrida? E que mensagem quer deixar aos aficionados?

ART: As expectativas são sempre as melhores! Espero que tudo corra bem e que os aficionados saiam da corrida satisfeitos e contentes. Gostava de pedir a todos os aficionados para irem aos toiros pois a tauromaquia precisa!

 

Agradecemos a sua disponibilidade e desejamos toda a sorte para a corrida a 10 de abril, em Almeirim.

Ultimos Artigos

Artigos relacionados