5 Motivos pelos quais não pode faltar ao Festival Taurino de Sobral de Monte Agraço

Dia 25 de abril, realiza-se na Praça de Toiros de Sobral de Monte Agraço um Festival Taurino Misto. Num cartel repleto de figuras, a Tauronews apresenta os cinco motivos pelos quais não vai querer faltar.

 

1- Homenagem ao antigo matador de toiros Ricardo Chibanga

 

Nascido em Moçambique, Chibanga foi o primeiro matador de toiros de origens africanas. Acompanhado pelo carismático toureiro português Manuel dos Santos, Chibanga viria a tornar-se num nome sonante da tauromaquia nos anos 60 e 70 nas arenas portuguesas e mundiais. Tirou a alternativa em 1971, na Real Maestranza de Sevilha. Como nota fica a sua profunda amizade com o futebolista Eusébio, com que cumpriu serviço militar em conjunto.

 

2-  O confronto de dinastias Telles/Rouxinol

 

Motivo aliciante para marcar presença no Festival do Sobral, será o confronto de duas dinastias do toureio a cavalo. Por um lado, Manuel Telles Bastos a representar a escola da Torrinha com a sua irrepreensível equitação e classicismo. Por outro Luís Rouxinol Jr que em época de afirmação e vindo de um grande triunfo na Corrida de Domingo de Páscoa em São Manços, vai querer repetir a proeza em Sobral de Monte Agraço.

 

3- Oportunidade para ver um toureiro consagrado espanhol, um jovem francês de grande estética toureira e dois portugueses em crescente afirmação no panorama taurino

 

Maestro El Cid, figura do toureio espanhol é sem dúvida um nome a ter em conta e de grande expectativa para ver no Sobral. Juan Leal, toureiro francês de grande elegância é outro aliciante. Para Finalizar os dois toureiros portugueses que têm tido um início de época preenchido, António João Ferreira e o mais recente matador de toiros português Manuel Dias Gomes.

 

4-  A Ganadaria Calejo Pires 

 

Triunfadora da temporada 2016, a Ganadaria Calejo Pires volta a marcar presença no Sobral. Com prestações de relevo em 2017 (Mourão e Vila Viçosa) o interesse aumenta para ver os exemplares vindos da Herdade de Cabreiros. Curiosidade também para ver a bravura dos “calejos pires” no sector da forcadagem, pois devido ao encaste da ganadaria, poderão ser protagonizadas grandes pegas pelo Grupo de Forcados Amadores de Coruche.

 

5- Feriado Nacional e boas condições climatéricas 

 

Por fim, e para melhor comodidade do aficionado e espectador, o Festival Taurino realiza-se dia 25 de abril (feriado nacional). Perspectivam-se excelentes condições climatéricas para uma boa tarde de toiros. Estão reunidas todas as condições para ir até Sobral de Monte Agraço e desfrutar de uma grande tarde de toiros.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ultimos Artigos

Artigos relacionados